sexta-feira, 22 de agosto de 2014

Virá a Vida após a Morte?






Hoje venho falar de um assunto que para muitos pode ser considerado um tabu, mas para outros nem tanto. Quero deixar claro, que não pretendo que esse tema seja visto como um assunto religioso ou crie conflitos entre pessoas que pensam de formas distintas. Creio que temos o direito de crer no que nos faz sentir bem e respeito todas formas de manifestações de Fé. 





Existe algo depois da morte? Para onde vamos? Tudo termina e voltamos para algum meio abstrato de energia inicial? 
Esse assunto foi motivo de várias controvérsias durante muitos anos, e acredito que ainda será por um longo período. Eu costumo dizer que sigo a minha vida, baseado no que eu acho lógico. Costumo dizer que a minha religião é a Lógica. Acredito em Deus e não teria nenhuma lógica achar que o Deus no qual eu acredito, seja o mesmo Deus que o meu vizinho acredita....mas afirmo com toda certeza que a morte não é um fim....é uma transição. Pense comigo....Nós nascemos, crescemos e vivemos longos anos.....depois envelhecemos e morremos. Seria justo tudo acabar com a nossa morte? Deixamos nossos pensamentos, nossas obras, nossos livros...ou deixamos nossos crimes cometidos ou fazemos o bem e depois....fim?? 
Onde a lógica entra nisso? 
Por isso acredito que sim...existe algo depois e que não perdemos a nossa identidade. Vamos supor, que alguma crença diga que o juízo final chegue e que todos teremos que prestar contas de nossos atos. Todos se levantarão de suas tumbas e enfrentarão tal sessão de condenação ou de libertação. Pensando assim, me pergunto....desde que a Terra foi habitada por seres humanos, quantas pessoas pisaram aqui? Que espaço seria suficiente para abrigar todas essas pessoas que acordariam? E as pessoas que não estão em suas tumbas...que foram jogadas ao vento em forma de cinzas? Mas digamos que elas se materializassem para o julgamento. Deus, em sua Infinita misericórdia condenaria alguns ao inferno eternamente ou ao paraíso eterno? Onde estaria a bondade Divina nisso? Eu, como pai, nunca condenaria um filho meu ao castigo eterno. Chegaria um dia, em que eu o perdoaria. O Perdão vem instalado em nós. Ninguém nos ensina sentimentos. Somos eternos e creio que esta passagem pela Terra, seja um dia na escola. 



Gostaria que comentassem sobre o que escrevi. É um assunto interessante. Acho que é uma curiosidade que todos temos, em algum momento da vida!! 



Até mais...

OmniDB - Agora com o depurador PL / pgSQL! Olá pessoal, tudo bem com vocês? Hoje trago uma novidade !!! Amanhã ser...